sábado, 14 de abril de 2007

Violeta...mulher menina flor...

Violeta

O vento sopra. A olhar estou pro meu jardim;
Sinto falta de uma flor, que não é rosa nem jasmim;
Mas por que será? Por que isso o vento fez?
Levou-me uma flor tão bela, e a mais cheirosa, também, talvez;
Cheia de pétalas, de uma imagem inigualável;
Tão serena e tão quieta, pra mim só foi o improvável;
Tinha tudo pra crescer, e mesmo assim ela sumiu;
Antes que eu pudesse ver, se uma pétala caiu;
Antes mesmo de deixar, seu doce aroma no meu corpo;
Antes mesmo d’eu provar, o gosto bom que há no seu gosto;
Fico aqui me questionando, o que será que anda fazendo?
O que será que anda pensando? Onde é que estará florescendo?
Em que jardim agora está? Perguntarei à borboleta...
Saudades sinto ao pensar, naquela flor de Violeta.

Duka 2005

Nenhum comentário: