terça-feira, 13 de março de 2012

Com gosto de fruta doce...


Há!!!! esses reencontros...
essas almas que não se esquecem...
quando olham nos olhos...
vêem a saudade de outros tempos...

Ressentem, os sentires doutras vidas...
com gosto de fruta doce...

Como uma dança que...
as faz bailar o salão inteiro...

Como um tesouro encontrado...
que por tempos era procurado...
com cheiro de pão francês quente...
aberto à mão...
com manteiga passada pelo verso da colher....
a derreter sob o miolo... amarelando-o...
tornando-o crocante por fora...
e suculento por dentro...

Há!!!! esses reencontros...
não quero sede, nem fome...

Com tanto sabor...
eles alimentam a vida...
recarregam as baterias da alma...
irrigam de cores de paixão...
os corações dos corpos...
onde hoje habitam...

Essas almas que não se esquecem...

Duka Souto e Aline Nepomuceno

Nenhum comentário: